PRF suspende patrulhamento em rodovias e resgate de vítimas de acidente

Orçamento apertado deixa rodovias federais com policiamento suprimido

Os cortes nos orçamentos de órgãos federais, anunciados pelo Governo, não tem evitado que nenhum deles fique de fora.

Nesta quarta-feira (5), através de uma Nota a imprensa, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), anunciou uma série de alterações em suas ações diante do orçamento ‘apertado’.

Conforme a Nota, a PRF, em todo o país, foi obrigada cortar as diárias dos servidores – exceção apenas para os casos excepcionais – e diminuiu a cota de combustível para as viaturas.

Diante do fato, explica o texto, a partir dessa quinta-feira (6) estão suspensas as escoltas de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais.

Também estão suspensas em caráter  de urgência o policiamento e os resgate aéreo, redução dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento , como também haverá fechamento de unidades da PRF em várias rodovias.

Explica ainda a Nota que a Polícia Rodoviária Federal, a partir  de agora, irá diminuir o chamado ‘prejuízo’ no atendimento de ocorrências emergenciais, priorizando atendimento de acidentes com vítimas, auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF e enfrentamento a ilícitos.

Leia abaixo a Nota na integra

Atuação da Polícia Rodoviária Federal – Suspensão de Serviços*

Informamos que, em função de contingenciamento orçamentário imposto pelo Decreto 9.018/17, de 30 de março de 2017, que dispõe sobre programação orçamentária e financeira do Poder Executivo Federal para 2017, a Polícia Rodoviária Federal adotará medidas para adequação à nova realidade orçamentária.

Frente ao caráter temporário do contingenciamento, as medidas adotadas foram selecionadas de maneira que impactem o mínimo possível a atividade finalística do órgão e que possam ter reversão sem prejuízos à administração quando da recomposição orçamentária.

Com limites para aquisição de combustível, manutenção e diárias, as seguintes medidas serão adotadas:

Suspensão, a partir do dia 06 de julho, dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais;
Suspensão imediata das atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo) desempenhadas pela instituição;
Redução dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento;
Desativamento de unidades operacionais.

Buscaremos diminuir o prejuízo no atendimento de ocorrências emergenciais, priorizando atendimento de acidentes com vítimas, auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF e enfrentamento a ilícitos.

A desativação de unidades operacionais se dará conforme planejamento e adequação regional, com o policiamento das áreas das unidades desativadas sendo assumido por outras unidades operacionais, de acordo com critérios da gestão regional.

O horário de funcionamento das unidades administrativas também será alterado, com priorização de atendimento ao público no período compreendido entre 09 e 13h. As superintendências regionais da PRF divulgarão novos horários de funcionamento e atendimento.

Esclarecemos que a Polícia Rodoviária Federal, em conjunto com Ministério da Justiça e Segurança Pública, já está em tratativas com Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para uma célere recomposição do orçamento e consequente reestabelecimento dos serviços e normalização da atuação da instituição.

Assessoria de Comunicação Social
Polícia Rodoviária Federal

Redação, com Assessoria da PRF