Alagoas é o quarto estado do Nordeste onde mais se mata mulheres

Mulher tentou fugir mas foi baleada e morreu no quintal

Alagoas ocupa a 11ª colocação entre os estados onde mais se mata mulheres no país. São 5,4 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes.

Os números foram divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) com dados de 2015 e publicados no site da Revista Exame do domingo (16).

O estado líder em mortes é Roraima com 11,4 mortes, seguido de Goiás (7,5), Mato Grosso (7,3) e Rondônia (7,2).

Na região Nordeste ficamos atrás do Pará (6,4), Sergipe (6) e Ceará (5,6). Os números revelam que Alagoas fica na frente da Paraíba, Rio Grande do Norte e Bahia.

O estado de Alagoas possui três delegacias especializadas em registros de agressões a mulheres, sendo duas em Maceió e uma delegacia em Arapiraca, no Agreste. Em relação aos homicídios praticados contra mulheres os casos, na capital, são investigados pela Delegacia de Homicídios (DH) e nos interiores por cada delegacia da cidade.

Mas os números negativos, tendo as mulheres como vítimas, não param. De 1º de janeiro desse ano até o último dia 11 de março 30 mulheres foram assassinadas em Alagoas. Doze dos casos aconteceram em Maceió. 19 das vítimas foram mortas a tiros e cinco a facadas. O tráfico de drogas e os crimes passionais lideram as motivações.

Os números podem aumentar se forem acrescidas as vítimas de acidentes de trânsito, envenenamentos, quedas e casos que os laudos do IML, ainda não foram concluídos.

Em 10 anos, período compreendido entre 2003 a 2013 a taxa de homicídio de mulheres por grupo de 100 mil habitantes cresceu 92,5% em Alagoas.

Os dados mostraram que em 2003, Alagoas registrou 67 femicidios. 24 somente em Maceió. Em 2006 foram 47 mortes registradas na Capital. Em 2011 foram 61 mulheres assassinadas e no ano seguinte 53 mortes. Mas foi 2013 que Alagoas se superou nos crimes de femicidios. Foram 131 mortes, sendo 55 na Capital.